Um propósito transformador para os líderes que se importam com o futuro.

O que os Business Owners e a alta gestão das empresas podem aprender com a carta de Larry Fink (Black Rock) e os estudos de Daniel Pink (Motivação 3.0)?

Muitas vezes lemos diversos textos, livros, que trazem pontos de reflexão, mas que precisam evoluir para algo prático e concreto.

Para evidenciar essa análise vamos começar destacando o seguinte trecho da Carta para os CEOs (2020), de Larry Fink da Black Rock:

“A importância de atender as partes interessadas e abraçar o propósito está se tornando cada vez mais central para a forma como as empresas entendem seu papel na sociedade. Como escrevi em cartas passadas, uma empresa não pode obter lucros de longo prazo sem abraçar o propósito e considerando as necessidades de uma ampla gama de stakeholders.

Uma empresa farmacêutica que aumenta os preços impiedosamente, uma mineradora que diminui a segurança, um banco que não respeita seus clientes – essas empresas podem maximizar os retornos no curto prazo. Mas, como temos visto repetidamente, essas ações que prejudicam a sociedade alcançarão uma empresa e destruirão o valor dos acionistas. Em contrapartida, um forte senso de propósito e um compromisso com os stakeholders ajudam uma empresa a se conectar mais profundamente com seus clientes e se adaptar às demandas em mudança da sociedade. Em última análise, o propósito é o motor da rentabilidade a longo prazo”

Acabamos de ler uma previsão de futuro ou uma crítica no comportamento da alta gestão de algumas empresas?

Podemos pensar ainda na importância da transição da gestão da Economia Clássica para a Nova Economia Digital. Neste caso temos o mundo das Organizações Exponenciais, cujo modelo tem o Propósito Transformador Massivo como peça-chave.

Estudos feitos pelo Daniel H Pink e escritos em seu Livro Motivação 3.0, existe três elementos fundamentais para sair do modelo de Motivação 2.0 (Economia Clássica), e um desses elementos é o Proposito. Destaco esse trecho do livro:

“O Propósito como Motivação – Pessoas autônomas visando à excelência atuam em níveis altíssimos, mas aquelas que agem a serviço de um objetivo maior podem atingir ainda mais. As pessoas mais profundamente motivadas – sem falar naquelas que são mais produtivas e satisfeitas – atrelam seus desejos a uma causa maior do que elas próprias.”

Agora vamos colocar o Business Owner neste contexto. Na busca na agilidade nos negócios, não são necessários apenas o uso de ferramentas e processos, mas pessoas que, na ABO Academy, chamamos de agentes da mudança e líderes de negócios – altamente capazes de provocar e promover as mudanças para esta nova Economia.

Para isso, no entanto, são necessários Líderes Inspiradores voltados a um proposito maior e que consigam desenvolver as capacidades necessárias para sua equipe, navegando de forma ousada e consciente.

Percebam que o proposito está destacado nas três linhas de pensamento, reforçando que isso não é uma frase bonita a ser colocada na parede, mas sim algo a ser vivido diariamente dentro das atividades e comportamentos de todos da organização.

Quantos líderes e gestores do mundo empresarial realmente demonstram viver por um propósito maior, impactar positivamente não somente seus clientes, mas a sociedade, um mundo cada vez mais abalado por uma pandemia e uma grande crise econômica?

Concluindo a analogia, sabemos que toda a evolução é um processo, porém, no futuro, poderemos saber quem começou este processo de mudança de comportamento mais cedo e os que começaram mais tarde, seguindo os pioneiros. Isso poderá ser uma vantagem competitiva ou apenas uma questão de sobrevivência.

Related Articles

Respostas